RPGBrasil.Org
Se Você não é Membro, Cadastra-se Agora é rapido e fácil.
Venha Participar do Melhor Forum de RPG voltado a um Cenário.
Últimos assuntos
» Arte do combate medieval
Ter Out 09, 2018 2:27 pm por druidadp

» Revista RPGBRASIL.ORG - Edição 03
Qua Out 03, 2018 5:38 pm por druidadp

» RE: E aí tu sabes o que é GNS? Uma tentativa de solução
Sex Set 28, 2018 10:43 pm por draculino

» Caçadores
Dom Set 23, 2018 2:10 pm por druidadp

» O Tokusatsu
Seg Ago 13, 2018 10:57 pm por draculino

» VERSÃO IMPRESSA DO LIVRO BÁSICO
Dom Ago 05, 2018 6:56 pm por druidadp

» Gorilas da Colina
Ter Jul 31, 2018 11:17 am por druidadp

» Template de Cards de Equipamentos
Ter Jul 17, 2018 9:04 pm por druidadp

» Coleção de Aventuras - Livro 7 :: Uivos na Noite
Sex Jul 13, 2018 4:13 pm por Élisson Machado

» BÁRBAROS
Sex Jul 13, 2018 10:03 am por druidadp

» BÁRBAROS
Sex Jul 13, 2018 9:58 am por druidadp

» A Lenda filme de 1985
Qui Jul 12, 2018 10:31 pm por draculino

» Ficha de Personagem: O Faraó Tutu Macedo
Sab Jul 07, 2018 9:55 am por draculino

Os membros mais ativos da semana
druidadp
 

Os membros mais ativos do mês
druidadp
 
Fininho
 

Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 162 em Sab Fev 26, 2011 7:45 am
Conectar-se

Esqueci minha senha

Visitas
Flag Counter

Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Ir em baixo

Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por druidadp em Ter Maio 03, 2011 10:53 am

O escritor Paulo Coelho voltou a defender a pirataria, desta vez em um texto
publicado em seu blog.
No artigo, em inglês, ele conta que, quando era membro da rede social
MySpace, teve a canção "Fly Me to the Moon" interpretada por Frank Sinatra
apagada de seu perfil.

"E quem deletou a canção? A resposta é simples: a ganância e a ignorância."


Coelho diz que a ganância "não entende que o mundo mudou", e a ignorância
"pensa que, se a música está disponível gratuitamente, as pessoas não comprarão
o CD".
"O ponto é que nós queremos, antes de mais nada, compartilhar algo", diz o
escritor, que ainda critica a indústria -ela estaria "pensando em direção oposta
à de nossa realidade hoje".
Ele lembra que criou a página Pirate Coelho (que inicialmente tinha autoria
anônima e hoje é armazenada em seu
próprio blog), na qual compartilha cópias integrais de suas obras para
download, e faz uma comparação entre arte e laranjas.
"Se você compra uma laranja e come-a, tem que comprar outra, e aí faz sentido
que laranjas não possam ser distribuídas de graça, porque o consumidor consome o
produto." A arte, porém, "não é uma laranja", diz Coelho. O importante é a
beleza.
O texto termina com uma historieta: "Uma mulher foi ao mercado e
viu dois potes. Ela perguntou o preço ao vendedor. 'Dez moedas', ele respondeu.
A mulher ficou surpresa: 'Mas um destes potes foi pintado por um artista!'. O
vendedor respondeu: 'Estou vendendo potes. Beleza não tem preço'."
Coelho revelou publicamente seu apoio à pirataria em 2008, no evento Digital
Life Design Conference, em Munique, na Alemanha, e, desde então, dá declarações
de apoio ao compartilhamento de arquivos digitais -que, acredita, ajuda na venda
de seus livros.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/tec/910219-paulo-coelho-volta-a-defender-pirataria.shtml
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18828
Idade : 38
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 101
Pontos : 26649
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por Laila em Ter Maio 03, 2011 3:26 pm

A questão é bem complicada, mas eu concordo com o Paulo Coelho. Tanto que até faço parte de uma comunidade que traduz livros que ainda não foram lançados no Brasil.
Nós protestamos pelo fato das editoras demorarem, às vezes mais de um ano, para lançar um livro aqui. Quem é fã não aguenta esperar tudo isso, e quem é fã, mesmo tendo lido a tradução, quando o livro é lançado aqui corre para comprar do mesmo jeito.
Outra coisa é o preço, que no Brasil é um absurdo! Ninguém lê no Brasil porque não tem 50 reais ou mais para comprar um livro que vai ser lido em o quê? 2 dias? 3 dias? 1 semana?
Bom fica a minha opinião...
avatar
Laila
Cavaleiro

Cavaleiro

Feminino
Número de Mensagens : 619
Idade : 32
Localização : São Paulo
Humor : Feliz!
Desde quando você joga RPG? : Há uns 5 anos
Reputação : 3
Pontos : 3471
Data de inscrição : 07/01/2011

http://blog-do-livro.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por Carol em Ter Maio 03, 2011 10:52 pm

Concordar, eu concordo em partes.

Mas, deixe-me mostrar meu ponto de vista.

Concordo que a grande parte das pessoas é ignorante mesmo, e bem egoísta, quando é conveniente pra elas, são a favor da pirataria, quando não, são contra.

Eu sou contra pirataria, mas...se o proprio artista não se importa, então, nem é pirataria.

Pra ele, não é com os livros dele, o cara disponibiliza tudo de graça na internet, e mesmo assim, vende milhões.

Existem artistas que fazem o mesmo, e mesmo assim, são ricos.

Mas, eu acho que beleza tem preço sim. E tudo relacionado a ela, acho que o bom gosto deve ser cobrado tanto quanto o trabalho do que foi feito em cima.

Mesmo o cara "vendendo potes" (na metáfora), o pintado deveria valer mais. Não uma fortuna, mas mais. 1º porque mais material foi gasto, tinta, pincel, etc. 2º porque teve uma manufatura a mais, alguém colocou seu tempo naquela peça, tempo que merece um retorno.

Tudo bem, fasso as coisas que fasso de graça, mas, se a beleza fosse de graça, coitados dos muitos artistas que tem por ai. Só não acho justo, eles cobrarem milhões por coisas que não tem nada haver. (Quem nunca viu um rabisco caro por aew sendo vendido como a mais famosa das obras renascentistas? pois é...)
avatar
Carol
Heroi

Heroi

Feminino
Número de Mensagens : 756
Idade : 28
Localização : Lavras
Humor : Debochado
Desde quando você joga RPG? : 1999
Reputação : 11
Pontos : 3658
Data de inscrição : 18/01/2011

http://www.terradasfabulas.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por MilkShakespare em Ter Jun 19, 2012 10:35 am

O ilícito da pirataria começa pelos direitos autorais, direitos de imagem e de toda a a ordem de propriedade intelectual, porcamente defendido pela jurisdição brasileira

Depois temos o fator fiscal e tributário, que não movimenta a economia do Estado, não põe dinheiro nos bolsos dos políticos e não paga o devido aos artistas.

Tem até (eu acho) um paradoxo na pirataria aqui no Basil. A Constiuição Penal Brasileira prevê como crime a reprodução de qualquer material artístico sem autorização, sua distribuição e compra. Mas, se eu copiar uma música que um site dispõe na internet, cometo crime. Ora, se o artista dispõe a canção, eu a reproduzo, e a copio e a vendo, não seria o próprio artista o responsável pela reprodução ilícita da própria obra ? Ainda : Se eu toco uma canção de qualquer artista, recito o trecho de qualquer livro, menciono qualquer obra intelecual, EU COMETO INFRAÇÃO POR TOCAR UMA MÚSICA NA MINHA VIOLA, POR RECITAR UMA POESIA NA AULA DA ESCOLA, OU ATÉ MESMO POR REENVIAR UMA MENSAGEM A ALGUÉM NA INTERNET. CARA, TUDO QUANTO EU FAÇO É CRIME !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ainda em questão, temos os custos de produção, de logística, de distribuição... que recaem sobre quem tem o dever de continuar o processo até o produto chegar ao consumidor.

Você não come um CD, mas tem sim de pagar por ele do mesmo jeito.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 31
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2893
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por Hasgath em Ter Jun 19, 2012 6:43 pm

É um assunto realmente delicado, por suas implicações tão diversas. Comecei a produzir um pequeno texto com minha opinião, tentando considerar os poréns e toda vias mais diversos, e o texto foi crescendo, mudei para o WORD para ter uma leitura mais facil e uma edição mais legível, e já estou indo para a 3 pagina. Assim vou fazer o seguinte. deixarei agora uma resposta parcial e mais tarde trarei um link com o texto na integra, para que os loucos com tempo e humor para tal possam ler ou não. Cá entre nós quem sou eu para incomoda-los com meus devaneios. assim vamos a resposta:

1º Apoiar a pirataria é o mesmo que apoiar o trafico de drogas, de armas, trabalho infantil e desta forma obviamente sou profundamente contra.

2º Acho que a ideia geral de Paulo Coelho e o que ele realmente tentou dizer é que, a forma de comércio de tais produtos esta errada, é necessário rever tal comércio, suas metas e também é necessário tomar-se medidas governamentais como programas de estimulo a produção delas e redução de tributos para que a população como um todo possa ter acesso a cultura.

3º Acho interessante e vejo alguns indivíduos utilizando tal estratégia, de produzir algumas obras para venda e outras para consumo gratuito, ou como em alguns casos, ter uma ferramenta de reprodução das suas musicas por exemplo em seu site, mas sem um link para download. Os indivíduos podem ir la para ouvir algumas de suas musicas mas não podem se apropriar delas. Para isto existe uma ferramenta de venda do produto integral.

4º Artista não come suas obras, ele nutre seu espirito com ela, ele inspira nossas vidas com ela, mas ainda assim ele precisa de dinheiro para comprar comida!
avatar
Hasgath
Aventureiro

Aventureiro

Masculino
Número de Mensagens : 102
Idade : 37
Localização : Penha sc brasil
Desde quando você joga RPG? : Desde 08/04/2012
Reputação : 0
Pontos : 2443
Data de inscrição : 30/05/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por MilkShakespare em Qua Jun 20, 2012 11:09 am

Olha, eu não sou advogado, mas tento usar o bom senso. Se hoje existe YouTube, consequentemente existe pirataria; a não ser que o site pague algum valor a quem detém o direito de imagem, no caso as gravadoras. Mas a causa de produtos ilícitos no mercado deveras se dá pela facilidade com que se cruza as fronteiras do nosso país, com a fiscalização precária das alfandegas, das taxas aduaneiras absurdas, da carga tributária exorbitante... Cara, o nosso país, com suas políticas de aparato, faz apologia às práticas criminosas, pô, só vê gente ruim se dar bem !

E tem um ponto crucial : a apropriabilidade. Quando invetaram o Rádio, as estações eram todas Estatais. As pessoas achavam bacana ouvir as notícias e tal... Mas quase ninguém ganhava dinheiro com isso; somente com a venda do rádio.

Vieram os discos de vinil. Eram caríssimos. Mas o que se comprava, na verdade, era o disco.

A música não é apropriavél. Você precisa de um MEIO pra se tocar a música. O disco de vinil, o CD, é o meio.

Eu posso comprar um CD virgem, você pode comprar um CD virgem. É legal comprar o cd, porque nós dois podemos adquirir o produto. O CD é um meio apropriável; a música pertence às gravadoras, que contratam o artista, pagam a ele o devido, pelas cláusulas contratuais.

No exemplo acima, o do rádio, pode-se apropriar do rádio, mas não das ondas de rádio. O que se apropria na pirataria é o MEIO, no caso o cd.

Por exemplo, os bens de consumo duráveis, como os tênis de camelódromos. O que se apropria deles é a matéria-prima. A marca é secundária, uma consequência. A pirataria consiste em apropriação indébita da MARCA do produto. Se não for a marca, o tênis é um tênis comum.

Entra também a questão legal do bem público. O rádio, o vinil, o cd são bens públicos, que qualquer um pode adquirir comprando-o. Se a música está disponível na internet e eu gravo-a em um meio que eu adquiri legalmente, não consiste em pirataria, posto se disponível ao público, eu também disponho-o.

Com os filmes, as superproduções, é bem mais complicado. Basicamente, alguém tem de pagar os custos totais, pelo menos cobrí-los.

Mas quem deterá a pirataria ? É como as drogas : Enquanto desenvolverem medicamentos, até que estejam finalizados em sua fórmula e composição, o processo gera substâncias, estas substâncias testadas geram efeitos, estes efeitos são observados em cobaias...
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 31
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2893
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por druidadp em Qua Jun 20, 2012 2:09 pm

Depois de ficar um tempo apenas como leitor, resolvi opinar. Penso o seguinte.... o mercado atual intelectual mudou drasticamente (Mercado Intelectual consiste em tudo aquilo que você consome, mas sem um produto material, físico, tais como música, livros (o ato de ler a informação), filmes, imagens, etc - aquilo que você aprecia que lhe faz bem), porém o MERCADO destes produtos não está sabendo acompanhar e adequar-se a essas novas tecnologias.
Vou tomar como exemplo o cinema. Poxa, o cinema poderia ganhar muito mais dinheiro se soubesse explorar mais a tecnologia, vendendo o filme para Download por preços pequenos... estamos entrando em uma era de ganhar na quantidade e não no valor - e para atrair ainda mais seus consumidores, lançaria pequenas histórias que complementariam a história principal (tudo bem, tudo isso pode ser pirateado), mas daí vem os extras - bonecos de personagens do filme, camisas, etc - tudo isso pode ser vendido, porque são bens materiais.

Concordo que escritores, músicos, cineastas, game designer, quadrinistas, desenhistas, programadores, etc - precisam ganhar dinheiro com seu intelecto, porque o que ele vende é uma idéia e só isso. Mas a forma de vender deve ser alterada.... e a mente das pessoas que adquirem produtos piratas também... acho que é um grande roda que ainda está ganhando forma.

Se eu escrevo um livro, coloco ele na internet para Download eu gastei meu tempo e um pouco de recursos para produzí-lo (como energia elétrica, alimentação, desgaste de equipamentos, etc), mesmo assim terá sido pouco, o que mais gatei foi meu intelecto.... se eu coloco este livro a um preço acessível e se as pessoas conscientes pensam que para que eu escreva mais eu preciso ganhar algum dinheiro com essa obra, tudo vira um ciclo.

O valor é acessível e os consumidores acham justo pagar por aquela obra, porque se apenas piratearem saberão que o escritor não irá mais produzir, porque ele precisará de outro emprego para se sustentar.... e assim gira o grande ciclo.

Acontece que GRAVADORES ainda não estão sabendo usar isso... alguns músicos sim... ele distribuem a música, ficam conhecidos e ganham com Shows.... mas a indústria de cinema ainda está meio perdida nesta área...

Acho que tudo é uma questão cultural que está mudando aos poucos. Hoje muitos tem a oportunidade que poucos tinham antigamente... e isso já é uma vitória.
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18828
Idade : 38
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 101
Pontos : 26649
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por Tio Euler em Qua Jun 20, 2012 7:28 pm

Galera, que punk hein!!!! Eu não cheguei a ver a entrevista e tal, mas façamos o seguinte, vamos diferenciar as coisas?
1º Pirataria é crime sim e previsto em lei, o que tá confundindo o povo é o conceito de pirataria (obtenção ilegal de material produzido por terceiros e negociado para obtenção de lucro). Então o ator distribuir, as pessoas copiarem, cantarem lerem emprestarem sem que seja cobrado uma unha por isso não é ilegal!!!
2º MilkShakpeare, a legislação brasileira tem sim uma gama de artigos não só no Código Penal, mas também no Código Civil e de Presseso Civil que cuida de todas essas questões, ficando de fora, por enquanto, algumas questões do mundo virtual.
3º As colocações do Vô Druida estão certissimas e faço minhas as suas palavras. Acrescentando que muitos artistas, atores, cantores e produtores estão abrindo os olhos para o avanço do mercado como o Paulo Coelho. Vender quantidade é o que o mercado esta oferecendo e muitos já estão tirando vantagem disso.
avatar
Tio Euler
Soldado

Soldado

Número de Mensagens : 329
Idade : 36
Reputação : 5
Pontos : 3894
Data de inscrição : 23/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por MilkShakespare em Qui Jun 21, 2012 10:20 am

"DRUIDA"
"Vou tomar como exemplo o cinema. Poxa, o cinema poderia ganhar muito mais dinheiro se soubesse explorar mais a tecnologia, vendendo o filme para Download por preços pequenos... estamos entrando em uma era de ganhar na quantidade e não no valor - e para atrair ainda mais seus consumidores, lançaria pequenas histórias que complementariam a história principal (tudo bem, tudo isso pode ser pirateado), mas daí vem os extras - bonecos de personagens do filme, camisas, etc - tudo isso pode ser vendido, porque são bens materiais".

Por isso mesmo druida, as empresas de TV a cabo estão vendendo filmes pela tv . Não surgiu uma TV interativa, que você fala e ela responde, que em sensores que permitem-no mudar de canal com um acenar de mãos, e, daqui a pouco, elas vão contar histórias de livros que você escolhe de um acervo virtual. O mundo está mudando, mas tão rapidamente surgem novidades quanto a tecnologia que viabiliza.

Quanto aos cinemas... Cara, imagina se o Theatro for assistido pela TV? Deixa de ser theatro ! Posto se os canais de tv, ou outros meios de se assistir um filme surgirem, o cinema deixa de existir !
Agora pense comigo : Você acha qu os gringos vão extinguir a 7a. Arte ? Claro que não!
É como se queimasse toda uma pinacoteca e digitalizasse as obras para o público! Ou todas as bibliotecas, ou todas as "Tecas" do mundo fossem convertida em dados.

Vamos lá em outro ponto. A Cultura. A cultura de ler, de contemplar uma obra de arte, de criticar... Não é típico do brasileiro comum. Não há incentivos pra isso, pra nada aliás que concerne Cultura. Em um país heterogenio, duvido muito que haja consenso sobre algo !

E além do mais, filmes para Download a baixo custo, souvenires, objetos promocionais, au acho isso coisa do passado. Faça as contas pra saber se vale a pena disponibilizar o filme on-line, ou o lucro de uma superbilheteria. Óbvio a superbilheteria.

E de fato a Legislação Brasileira defende( em teoria) essa bandeira até embaixo d'água. Mas, na íntegra, necas de bitibiribas é posto em prática.

Esse lance de pirataria... além do tráfico nacional, há também o internacional, com ênfase o paraguaio. Porém, se você pagar uma taxa na alfândega, pode entrar no território com o produto. Daí me vêm com essa de combate a pirataria ? Os políticos incentivam-na ! Viu só como o problema é sim arrecadação de impostos do contribuinte ? Tem também o lance de se gastar dinheiro no estrangeiro e não dar nada para os "cofres públicos".

Daí não é pirataria, é CORSARIA, de corsários, sacaram ?

Mas pense bem : Se existem sites que hospedam conteúdos intelectuais, de livre acesso ao público, gratuito; basta só criar um cadastro e pronto ! você pode botar lá a disposição de todos... não seria estes servidores, como o YouTube e tantos outros agentes passivos da pirataria ?

Cara, se eles podem ganhar dinheiro com isso, eu também posso copiar cd's e vendê-los. Essa é a mentalidade da maioria dos espertalhões e dos brasileiros, que poco ou nada conhecem sobre a importância dos seu direitos de consumidor e, na hora do aperto, recorrem às autoridades para sanar seus problemas.

Meu, produto pirata não tem garantia, é um lixo, estraga o aparelho que faz-lhe a leitura; você financia mafiosos e quiçá o crime organizado.

Rapaziada, eu sou brasileiro, mas tenho de dizer : "Que se foda-nos". Não imaginamos as consequências do que isso pode causar, além de deixar de prestigiar o comércio nacional, que tanto necessita de empuxo por nossa parte. Comprando produtos piratas, damos dinheiro que (bem usado) pode se investir em infraestrutura crucial para nosso bem estar. Daí os chineses se dão bem, porque o país tem acordos comerciais com eles. Os chineses vem ao brasil, vendem seus produtos aqui, exploram crianças lá, ganham dinheiro aqui, mandam pra lá... e de vento em popa vamos a naufragar.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 31
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2893
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por druidadp em Qui Jun 21, 2012 10:48 am

MilkShakespare escreveu:Quanto aos cinemas... Cara, imagina se o Theatro for assistido pela TV? Deixa de ser theatro ! Posto se os canais de tv, ou outros meios de se assistir um filme surgirem, o cinema deixa de existir !
Agora pense comigo : Você acha qu os gringos vão extinguir a 7a. Arte ? Claro que não!
É como se queimasse toda uma pinacoteca e digitalizasse as obras para o público! Ou todas as bibliotecas, ou todas as "Tecas" do mundo fossem convertida em dados.

Vamos lá em outro ponto. A Cultura. A cultura de ler, de contemplar uma obra de arte, de criticar... Não é típico do brasileiro comum. Não há incentivos pra isso, pra nada aliás que concerne Cultura. Em um país heterogenio, duvido muito que haja consenso sobre algo !

Milk, estamos chegando em uma ERA que os recursos naturais do planeta vão acabar, tudo vai cirar dados... porém ainda não temos tecnologia suficiente para isso. Como assim?
Hoje temos os readers, mas nenhum tem comodidade de um livro impresso... mas isso não está longe de acontecer..... e os acervos, sim, irão tornar-se peças de colecionadores e de museu....

Bibliotecas serão acessadas através de seu leitor pessoal.....

Sobre o cinema.... hoje temos telas cadas vez maiores.... em breve cada um terá uma pequena sala de cinema em sua casa, com a mesma qualidade ou até melhor que as dos cinemas oficiais.... é um conceito sendo mudado. A perda de socialização? Ir no cinema você vê gente? Cara, tudo isso é um conceito também.... hoje estamos nos socializando, virtualmente.... estas salas de cinema pode ser da mesma forma, você pode comentar um filmes com uma amigos, mesmo ele não estando ali presente, mas ele pode estar assistindo junto com você..... enfim... a sociedade está mudando... sua forma de socializar está mudando, sua forma de ver o mundo está mudando... achamos estranho, porque nós já somos do passado.... as pessoas que nascem agora acharão tudo isso natural.... é a cultura.... a tecnologia molda a cultura.... e acho sinceramente que não estamos loge de viver um mundo assim.... quase um Matrix, mas apenas em conceito.... viveremos muito mais num mundo virtual do que real....
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18828
Idade : 38
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 101
Pontos : 26649
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por MilkShakespare em Qui Jun 21, 2012 11:19 am

Então, seu conceito, druida, é o de que a pirataria será legalizada? Que as praticas criminosas serão legais ? De que o roubo, o furto, a corrupção, por serem tão "comuns" serão legitimizados ? Mas, segundo seu ponto de vista, conforme formos nos habituando ao crime ele será aceito, mas com leis para se roubar, se matar, se furtar (Hei!, isto não está distante da realidade), como um novo conceito ? A tradição ética ausente de nosso cotidiano consciente será erradicada, para se tornar então uma nova "modalidade"? Distorcem-se os valores, uma nova perspectiva das coisas?

Em toda a História foi assim ! Aceita-se o que não se pode mudar, corrompe os costumes sadios, frauda-se o direito em benefício de uma minoria, violam-se preceitos, trangride-se leis...

A questão da pirataria é de âmbito da esfera criminal, deve ser punida. Mas cada um, em cada caso interpreta a lei conforme a ocasião. Não há razão inconstitucionalissíssimamente perfeita.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 31
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2893
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por Tio Euler em Qui Jun 21, 2012 11:25 am

MilkShakespare escreveu:
E de fato a Legislação Brasileira defende (em teoria) essa bandeira até embaixo d'água. Mas, na íntegra, necas de bitibiribas é posto em prática.

O direito Brasileiro é de embasamento totalmente teorico doutrinario, não temos o direito de costumes (comun low). É de dever dos advogados, mas principalmente dos próprios artistas, como principais interessados, movimentarem o legislativo para que sejam aplicadas as leis vigentes, criando eficacia das mesmas, tanto pela aplicabilidade quanto pela modificação jurisprudencial.

MilkShakespare escreveu: Esse lance de pirataria... além do tráfico nacional, há também o internacional, com ênfase o paraguaio. Porém, se você pagar uma taxa na alfândega, pode entrar no território com o produto. Daí me vêm com essa de combate a pirataria ? Os políticos incentivam-na ! Viu só como o problema é sim arrecadação de impostos do contribuinte ? Tem também o lance de se gastar dinheiro no estrangeiro e não dar nada para os "cofres públicos".
Isso aí são afirmações de senso comum cara..você não pode simplesmente falar que um setor inteiro é corrupto e pronto! Já reporou no tamanho da nossa fronteira? Contrabando (e não trafico), é um problema que infelizmente, nucna vamos acabar completamente, podemos reduzir, mas acabar com isso é humanamente ( nosentido de contingente, mesmo com mais contratações, o que acarretaria numa dispesa maior que o problema para O Estado) impossivel.

MilkShakespare escreveu: Mas pense bem : Se existem sites que hospedam conteúdos intelectuais, de livre acesso ao público, gratuito; basta só criar um cadastro e pronto ! você pode botar lá a disposição de todos... não seria estes servidores, como o YouTube e tantos outros agentes passivos da pirataria ?

Cara, se eles podem ganhar dinheiro com isso, eu também posso copiar cd's e vendê-los. Essa é a mentalidade da maioria dos espertalhões e dos brasileiros, que poco ou nada conhecem sobre a importância dos seu direitos de consumidor e, na hora do aperto, recorrem às autoridades para sanar seus problemas.


Mais uma vez esses sites não praticam pirataria. A disponibilização de material intelectual ou artistico é lícita e costumeira. Estes sites vivem de propaganda com Face Book, orkut, napster, etc.
Não podemos levantar uma causa que não condiz com o assunto. misturar as coisas é perigoso para uma argumentação.
Não podemos confundir ganho financeiro ilicito (pirataria) com distribuição de material (o que é posto pelo Druida e o que o Paulo Coelho faz no Bolg dele)

MilkShakespare escreveu: Meu, produto pirata não tem garantia, é um lixo, estraga o aparelho que faz-lhe a leitura; você financia mafiosos e quiçá o crime organizado.
Rapaziada, eu sou brasileiro, mas tenho de dizer : "Que se foda-nos". Não imaginamos as consequências do que isso pode causar, além de deixar de prestigiar o comércio nacional, que tanto necessita de empuxo por nossa parte. Comprando produtos piratas, damos dinheiro que (bem usado) pode se investir em infraestrutura crucial para nosso bem estar. Daí os chineses se dão bem, porque o país tem acordos comerciais com eles. Os chineses vem ao brasil, vendem seus produtos aqui, exploram crianças lá, ganham dinheiro aqui, mandam pra lá... e de vento em popa vamos a naufragar.

Muito bem posto, meio dramatico, mas sim, o crime de pirataria é todo esse lixo que é descrito nas propagandas. Um pouco menos cabeludo mas afeta a economia de uma maneira incomoda, principalmente, se não exclusivamente, na parte tributária.

UFA!!!!
avatar
Tio Euler
Soldado

Soldado

Número de Mensagens : 329
Idade : 36
Reputação : 5
Pontos : 3894
Data de inscrição : 23/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por druidadp em Qui Jun 21, 2012 1:10 pm

MilkShakespare escreveu:Então, seu conceito, druida, é o de que a pirataria será legalizada? Que as praticas criminosas serão legais ? De que o roubo, o furto, a corrupção, por serem tão "comuns" serão legitimizados ? Mas, segundo seu ponto de vista, conforme formos nos habituando ao crime ele será aceito, mas com leis para se roubar, se matar, se furtar (Hei!, isto não está distante da realidade), como um novo conceito ? A tradição ética ausente de nosso cotidiano consciente será erradicada, para se tornar então uma nova "modalidade"? Distorcem-se os valores, uma nova perspectiva das coisas?

Em toda a História foi assim ! Aceita-se o que não se pode mudar, corrompe os costumes sadios, frauda-se o direito em benefício de uma minoria, violam-se preceitos, trangride-se leis...

A questão da pirataria é de âmbito da esfera criminal, deve ser punida. Mas cada um, em cada caso interpreta a lei conforme a ocasião. Não há razão inconstitucionalissíssimamente perfeita.

Não deturpe o que eu disse Milk....

Eu estou dizendo que o COMÉRCIO (não o roubo do intelecto alheio) está mudando devido aos aparatos tecnológicos... a pirataria ocorre porque a velha forma de se comercializar alguns bens de consumo intelectual estão falidas.... poucas pessoas adquirem CD originais hoje.
Primeiro: são grandes demais para serem carregados (imagina levar suas 1.000 músicas em CD pra lá e pra cá), você pode comprar apenas a música que você gosta... e por ai vai. A Pirataria é um reflexo de que este modelo não funciona mais. Como disse acima, não apoio a pirataria... afinal, escritores, atores, músicos precisam COMER PRA VIVER e se você quer que eles continuem a produzir as coisas que você gosta, você deve pagá-los para isso.

O que estou dizendo é que alguns meios estão fadados a mudar.... a máquinha de escrever deu lugar aos computadores.

Os telefones estão dando lugares aos celulares.

Os computadores estão perdendo lugares para dispositivos móveis: notebooks, celulares, tablets...

E por ai vai... é a evolução... muitas vezes desenfreada e visuando apenas o LUCRO acima de tudo, mas é a evolução....
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18828
Idade : 38
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 101
Pontos : 26649
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por Tio Euler em Qui Jun 21, 2012 2:57 pm

É isso aew Velhinho Druida!!!!! Num mundo capitalista o que mais motivaria as pessoas a criarem e melhorarem o que já existe se não o lucro???
avatar
Tio Euler
Soldado

Soldado

Número de Mensagens : 329
Idade : 36
Reputação : 5
Pontos : 3894
Data de inscrição : 23/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por MilkShakespare em Qui Jun 21, 2012 3:15 pm

Me deparo com dois Evolucionários Consequêncialistas, adeptos do Coletivismo medíocre de nosso cotidiano. Discutem-se Leis, aguem-se réplicas em prol de si e de de si somente.
Tomo como prova a antiga Lei do Pão e Circo. Diversão e Comida a todos. É isso somente o que movimenta o mercado negro. Pode-se adquirir qualquer coisa a baixo custo. As massas querem comida e diversão e é só o que lhes importa. Se conseguiram, não importando como, tudo bem. Vê se alguém se arrepende de ter comprado um produto falsificado? Hmpf! claro que não. Cara, eu "vivia" dentro de um camelô daqui da cidade. Eu sei bem do que eu to falando. É a opinião popular, inegável, incontestável, preenchida de "razão". Não lhes importa como chega até eles, desde que chegue.

Portabilidade, vocês dizem. Faz sentido. Coerente. Mas daí, o problema continua a música mesma, e não como vou armazená-la. O problema afinal é a música que está disponível a todos, ou a sua venda que é ilicita?

E como eu disse, sites que hospedam conteúdo intelectual são agentes Passivos da Pirataria.
Cara, aqui em São Paulo tem uma lei que regulamenta os camelôs. Pronto! Você paga uma taxa e pode vender produtos "similares" livremente. É simples assim.

A partir do momento que o artista expõe o material, tudo bem ele detém os direitos autorais da obra, mas sob as rédeas dos contratos. A partir de quando um terceiro expõe a obra, ou permite que outro o faça, daí acho que sim ,configura crime de pirataria. Meu é como se eu tivesse uma banquinha, contratasse alguém que vendesse os produtos numa boa e uma outra trouxesse os produtos até o ponto de venda. Assim fico livre de qualquer tipo de punição.

Aqui na região onde moro, o combate ferrenho das prefeituras contra os camelôs surtiu seus efeitos. Mas ainda se vê um e outro vendendo, pricpalmento no horário em que os fiscais estão fora de ação.

Cara, se o Estado lucrasse com a pirataria, ela não seria ilegal !

Progresso... Como se todos de uma nação, como a nossa pudessem pagar seus custos. Tecnologia custa caro, é inacessível à maioria das pessoas. Atiça a ambição, faz querer-se. Compre, Compre, senão você vai estar de fora do grupo.

Nas Metrópoles, onde se encontra de tudo, encontra-se também produtos para as massas. É como eles podem participar da sociedade, como podem ter o que os ricos tem, como podem se sentir felizes como os mais abastados. A massa dos excluídos encontra seus ajudadores, que lhes dão tudo quanto a tecnologia dá aos ricos.

"Quem quer que se nos tire estas comodidades, caprichos de nosso ego, nossa identidade"?
Encontra apoio estas ilegalidades, como tantas outras, nestes ingênuos. Neles se firmam o erro de quem quer cometê-lo, neles esse erro é expiado.

Uma nova alternativa, um única alternativa para se também ter o que o mundo oferece. Está ali, é so comprar... é baratinho, veja !

A quem compete a iniciativa de erradicar esse problema- se é que é problema ?

Os artistas dependem de quem os contrata. Os órgãos públicos dependem da Lei. A lei depende dos políticos. Os políticos dependem da gravidade da situação. A gravidade da situação depende de como a segurança e a integridade do cidadão é comprometida. O cidadão sente-se impotente, porque ele só trabalha pra caramba pra comprar um produto com preço lá em cima... ou um pirata, que é mais fácil.

O mundo evolui, necessário evoluirmos com ele. Quem não pode...
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 31
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2893
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por druidadp em Qui Jun 21, 2012 5:48 pm

Nossa, quanta coisa. Bem... entrei nassa conversa QUE NADA TEM A VER COM RPG mas acredito que será a minha ultima participação neste tópico.

MilkShakespare escreveu:Me deparo com dois Evolucionários Consequêncialistas, adeptos do Coletivismo medíocre de nosso cotidiano. Discutem-se Leis, aguem-se réplicas em prol de si e de de si somente.

Milk, mais uma vez NÃO SOU ADEPTO A PIRATARIA, pelo contrário, o meu trabalho é passível de ser pirateado, porque seria a favor? Acho que você não entendeu isso ainda na hora que se expressou de forma um pouco equivocada, talvez até ofencisa sobre nosso comentário.

O que eu disse: pela milésima e última vez é que o mercado como acontece hoje não evoluiu da forma que deveria e isso infelizmente é um dos geradores de pirataria, como muitos outros aspectos que irei citar abaixo.

MilkShakespare escreveu:Tomo como prova a antiga Lei do Pão e Circo. Diversão e Comida a todos. É isso somente o que movimenta o mercado negro. Pode-se adquirir qualquer coisa a baixo custo. As massas querem comida e diversão e é só o que lhes importa. Se conseguiram, não importando como, tudo bem. Vê se alguém se arrepende de ter comprado um produto falsificado? Hmpf! claro que não. Cara, eu "vivia" dentro de um camelô daqui da cidade. Eu sei bem do que eu to falando. É a opinião popular, inegável, incontestável, preenchida de "razão". Não lhes importa como chega até eles, desde que chegue.

DE NOVO, NÃO SOU A FAVOR DA PIRATARIA... mas não seja hipócrita a ponto de dizer que você não baixa filmes e música das internet.... todos fazemos isso, sabe o porque?

1 - Porque o governo faz vista grossa a tudo isso.
2 - Porque a lei de incentivo a cultura é precária no Brasil os impostos sobre artigos originais são pesados o que torna tais produtos caros. Jogos de vídeo game que custam nos USA 20 dólares (para eles seria 20 reais), aqui no Brasil custam mais de 100 reais. Onde está o erro?
3 - Existe pessoas de bem que infelizmente sobrevivem da pirataria... e dai eu digo os camelôs mesmo... porque não existe emprego para eles e eles precisam sustentar os filhos que estão em casa... então o governo faz vista grossa porque aquilo é cômodo pra ele.... esta gerando emprego e renda... de vez em quando o governo manda a polícia lá.

Agora este mercado não existiria se todos nós não comprassemos.... mas como eu disse, HIPÓCRITA é aquele que nunca comprou ou melhor, nunca baixou nada ilegal.

MilkShakespare escreveu:Portabilidade, vocês dizem. Faz sentido. Coerente. Mas daí, o problema continua a música mesma, e não como vou armazená-la. O problema afinal é a música que está disponível a todos, ou a sua venda que é ilicita?

Não estou dizendo a forma de armazená-los e não entrar no quesito tecnologias futuras para não lhe confundir. Vamos manter no presente.
Hoje, qualquer celular tem tocador de MP3... você vê alguém ai na rua levando um CD Player (ele é a máquina de escrever dos MP3)... agora eu te pergunto.... das pessoas que você ouvindo na rua quantas compraram aquelas músicas que elas estão ouvindo... quantas tem o CD original em casa.
Eu apoio... não.... O COMPOSITOR, O CANTOR E TODOS OS MUSICOS precisam ganhar dinheiro com sua música... mas as GRAVADORAS querem ganhar muito em cima de tudo e o preço dos CD´s ficam lá em cima....
Hoje com o avanço da tecnologia o cantor pode colocar a música dele no site como degustação e vender o arquivo MP3.... O MERCADO ESTÁ MUDANDO, pode espernear o tanto que quizerem, isso é fato.

MilkShakespare escreveu:E como eu disse, sites que hospedam conteúdo intelectual são agentes Passivos da Pirataria.
Cara, aqui em São Paulo tem uma lei que regulamenta os camelôs. Pronto! Você paga uma taxa e pode vender produtos "similares" livremente. É simples assim.

A culpa não é dos sites e sim de quem hospeda coisas ilegais nele. Simples assim.
Se colocarmos a culpa nos sites vamos colocar a culpa na internet, nos computadores, nos Pen Drives, nos tocadores de MP3...... afinal, tudo isso ajudou na disseminação da pirataria.

E no Brasil isso é pior: motivos - cultura, vista grossa da fiscalização, altos impostos imbutidos na mercadoria.

MilkShakespare escreveu:A partir do momento que o artista expõe o material, tudo bem ele detém os direitos autorais da obra, mas sob as rédeas dos contratos. A partir de quando um terceiro expõe a obra, ou permite que outro o faça, daí acho que sim ,configura crime de pirataria. Meu é como se eu tivesse uma banquinha, contratasse alguém que vendesse os produtos numa boa e uma outra trouxesse os produtos até o ponto de venda. Assim fico livre de qualquer tipo de punição.

Sim, todos sabemos que Pirataria e crime... e todos aqui concordam com isso. O assunto na verdade não é bem esse, pois ninguém aqui discodou que a pirataria não seja crime.

MilkShakespare escreveu:Aqui na região onde moro, o combate ferrenho das prefeituras contra os camelôs surtiu seus efeitos. Mas ainda se vê um e outro vendendo, pricpalmento no horário em que os fiscais estão fora de ação.

Cara, se o Estado lucrasse com a pirataria, ela não seria ilegal !

As vezes tenho minhas dúvidas se realmente o estado não lucra...

MilkShakespare escreveu:Progresso... Como se todos de uma nação, como a nossa pudessem pagar seus custos. Tecnologia custa caro, é inacessível à maioria das pessoas. Atiça a ambição, faz querer-se. Compre, Compre, senão você vai estar de fora do grupo.

Infelizmente.... mas a tecnologia cada dia está mais acessível.
E a questão COMPRE, COMPRE OU VOCÊ ESTÁ FORA DO GRUPO é realmente um conceito que as grandes corporações enfiam na cabeça do povo.... e neste ponto infelismente é um conceito que chamamos de CAPITALISMO - vender, vender, vender.

MilkShakespare escreveu:Nas Metrópoles, onde se encontra de tudo, encontra-se também produtos para as massas. É como eles podem participar da sociedade, como podem ter o que os ricos tem, como podem se sentir felizes como os mais abastados. A massa dos excluídos encontra seus ajudadores, que lhes dão tudo quanto a tecnologia dá aos ricos.

"Quem quer que se nos tire estas comodidades, caprichos de nosso ego, nossa identidade"?
Encontra apoio estas ilegalidades, como tantas outras, nestes ingênuos. Neles se firmam o erro de quem quer cometê-lo, neles esse erro é expiado.

Uma nova alternativa, um única alternativa para se também ter o que o mundo oferece. Está ali, é so comprar... é baratinho, veja !

A quem compete a iniciativa de erradicar esse problema- se é que é problema ?

Verdade.... SE É QUE É UM PROBLEMA!

Já que muitas vezes o que se paga em produtos similares feito para os RICO é o valor da marca e o Status de usá-la, só isso, puro ego e vaidade... aliás, o ser humano adora vaidade, tudo gira em torno dela.

MilkShakespare escreveu:Os artistas dependem de quem os contrata. Os órgãos públicos dependem da Lei. A lei depende dos políticos. Os políticos dependem da gravidade da situação. A gravidade da situação depende de como a segurança e a integridade do cidadão é comprometida. O cidadão sente-se impotente, porque ele só trabalha pra caramba pra comprar um produto com preço lá em cima... ou um pirata, que é mais fácil.

O mundo evolui, necessário evoluirmos com ele. Quem não pode...

.....
avatar
druidadp
Administrador

Administrador

Masculino
Número de Mensagens : 18828
Idade : 38
Localização : Varginha - MG
Desde quando você joga RPG? : 1993
Reputação : 101
Pontos : 26649
Data de inscrição : 18/09/2008

http://www.rpgbrasil.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por Tio Euler em Qui Jun 21, 2012 9:50 pm

MilkShakespare escreveu:Me deparo com dois Evolucionários Consequêncialistas, adeptos do Coletivismo medíocre de nosso cotidiano. Discutem-se Leis, aguem-se réplicas em prol de si e de de si somente.
Tomo como prova a antiga Lei do Pão e Circo. Diversão e Comida a todos. É isso somente o que movimenta o mercado negro. Pode-se adquirir qualquer coisa a baixo custo. As massas querem comida e diversão e é só o que lhes importa. Se conseguiram, não importando como, tudo bem. Vê se alguém se arrepende de ter comprado um produto falsificado? Hmpf! claro que não. Cara, eu "vivia" dentro de um camelô daqui da cidade. Eu sei bem do que eu to falando. É a opinião popular, inegável, incontestável, preenchida de "razão". Não lhes importa como chega até eles, desde que chegue.

Portabilidade, vocês dizem. Faz sentido. Coerente. Mas daí, o problema continua a música mesma, e não como vou armazená-la. O problema afinal é a música que está disponível a todos, ou a sua venda que é ilicita?

E como eu disse, sites que hospedam conteúdo intelectual são agentes Passivos da Pirataria.
Cara, aqui em São Paulo tem uma lei que regulamenta os camelôs. Pronto! Você paga uma taxa e pode vender produtos "similares" livremente. É simples assim.

A partir do momento que o artista expõe o material, tudo bem ele detém os direitos autorais da obra, mas sob as rédeas dos contratos. A partir de quando um terceiro expõe a obra, ou permite que outro o faça, daí acho que sim ,configura crime de pirataria. Meu é como se eu tivesse uma banquinha, contratasse alguém que vendesse os produtos numa boa e uma outra trouxesse os produtos até o ponto de venda. Assim fico livre de qualquer tipo de punição.

Aqui na região onde moro, o combate ferrenho das prefeituras contra os camelôs surtiu seus efeitos. Mas ainda se vê um e outro vendendo, pricpalmento no horário em que os fiscais estão fora de ação.

Cara, se o Estado lucrasse com a pirataria, ela não seria ilegal !

Progresso... Como se todos de uma nação, como a nossa pudessem pagar seus custos. Tecnologia custa caro, é inacessível à maioria das pessoas. Atiça a ambição, faz querer-se. Compre, Compre, senão você vai estar de fora do grupo.

Nas Metrópoles, onde se encontra de tudo, encontra-se também produtos para as massas. É como eles podem participar da sociedade, como podem ter o que os ricos tem, como podem se sentir felizes como os mais abastados. A massa dos excluídos encontra seus ajudadores, que lhes dão tudo quanto a tecnologia dá aos ricos.

"Quem quer que se nos tire estas comodidades, caprichos de nosso ego, nossa identidade"?
Encontra apoio estas ilegalidades, como tantas outras, nestes ingênuos. Neles se firmam o erro de quem quer cometê-lo, neles esse erro é expiado.

Uma nova alternativa, um única alternativa para se também ter o que o mundo oferece. Está ali, é so comprar... é baratinho, veja !

A quem compete a iniciativa de erradicar esse problema- se é que é problema ?

Os artistas dependem de quem os contrata. Os órgãos públicos dependem da Lei. A lei depende dos políticos. Os políticos dependem da gravidade da situação. A gravidade da situação depende de como a segurança e a integridade do cidadão é comprometida. O cidadão sente-se impotente, porque ele só trabalha pra caramba pra comprar um produto com preço lá em cima... ou um pirata, que é mais fácil.

O mundo evolui, necessário evoluirmos com ele. Quem não pode...



Mais que coisa hein....

É o seguinte, não vou postar mais nesse tópico não. E principalmente tentar colocar algum juizo na cabeça do Milkshakespeare. Pra falar a verdade eu, como muitos participantes deste forum me recuso a abrir qualquer tipo de argumentação com esse muleque.
Seguinte mano consequêncialista e mediocre é a sua famigerada mãe!!!!!
Nem sei porque entrei numa de tentar abrir dialogo com um muleque que tem a mentalidade e a cara de pau (na verdade tenho a certeza que foi mais um atestado de ignorancia) de escrever que depois de jogar um game de aventura e violência teve vontade de sair dando porrada nas pessoas na rua. É por causa de pessoas como você que nós RPGistas somos escrachados e lutamos com tanto afinco para superar a repúdia que a sociedade tem contra a gente. Mente pequena, pessoa pequena....
Muito obrigado por compartilhar com a gente garoto sua cabeça fraca e falta de argumentos validos para dialogar qualquer tipo de assunto do site!!!!

Druida, você é realmente um saco sem fundo de paciência...Pra mim não deu pra ficar quieto não cara... Peço desculpas aos administradores e a todos do fórum pelo que disse acima, mas não retiro uma virgula. Argumentar educadamente é uma coisa, mas a partir do momento que sou agredido verbalmente a coisa muda de figura.

Boa noite a todos!
avatar
Tio Euler
Soldado

Soldado

Número de Mensagens : 329
Idade : 36
Reputação : 5
Pontos : 3894
Data de inscrição : 23/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por MilkShakespare em Sex Jun 22, 2012 10:37 am

Reconheço minha petulância, minha ignorância, e minha falta de educação por expor do ponto de vista egoísta e frugal, opiniões sem fundamento, sem o mínimo de sentido ético,social, ou de qualquer índole pseudofilosófica.

O meu Idealismo extrapolou limites de conduta neste site, a partir do momento que eu pude confiar a outrem minhas aspirações de verdadeira perspectiva social. Constituí, em meus dizeres, ultrajes direcionados a todos quantos leram e, sem ressalvas, vierem a ler tais opiniões.

Rogo-vos, ainda que tardia, a justificação de minha iniciativa, mediante o arrependimento aqui expresso. Dignai-vos redimir-me perante os usuários deste fórum, que imenso descontentamento a minha pessoa exprimem.

Lancei invectivas caluniadoras, ofensas pessoais e a dignidade dos frequentadores. Cabe a mim, e somente a mim eximir da responsabilidade, qualquer um que, por conhecimento, por estudo e, diligentemente aprovado com merecimentos acadêmicos, tentou, a muito custo de sua virtude incucar neste rude ignorante fatos e verdades inegáveis, invioláveis e inalienáveis, por este que se expressa corrompidas por sua vez, em discursos vãos e sem utilidade.

Tanto me fez pesar sobre mim a indignação de alguns senhores de respeito e honra sincera, que me valho de nenhuma das minhas palavras mais.

Mais uma e outra vez invoco o setimento que não impede-vos de serem respeitáveis e compreensivos frente as minhas causas, estas que, de maneira nehuma, podem subverter a ordem e o direito.

Me retrato de tudo quanto disse, para não arder na fogueira da inquisição de vossa ira por mim atiçada e mantida acesa.

Espero de todos sentimentos de compaixão e espírito de concórdia.

Meu preparo social e cordialidade não são nem um, nem outro, adequados para iniciar, conduzir e concluir um diálogo civilizado, condizente com a expressividade lógica, lúcida e a par do contexto em que ela se insere.

Um delirante, sou pela metade o cidadão-exemplo; o cavalheiro esfarrapado, com jeitos e modos de sabido das coisas, sobretudo no que interessa ao trato social, mas tão ridículo e patético que tem de se valer de todos os meios para explicar o que já é conhecido, claro, e de sã faculdade. Uma longa e fastiosa perda de tempo.


Última edição por MilkShakespare em Sab Jun 23, 2012 9:36 am, editado 1 vez(es)
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 31
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2893
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por MilkShakespare em Sex Jun 22, 2012 2:13 pm

Brasil é lider nos pedisos para a remoção de conteúdo do Google

Fonte : O estado de São Paulo

"O Brasil é o país que mais fez pedidos(judiciais ou não) ao Google para remoção de conteúdo da internet. A informação está em relatório divulgado pela empresa relativo ao período de julho a dezembro de 2.011.
O Brasil fez 194 pedidos de um total de mais de mil. O segundo lugar está com os EUA com 187. A Alemanha vem em terceiro, com 103 pedidos.
Se analisada pelo critério de número de itens a serem removidos, o Brasil porém ocupa a quarta posição do ranking, com 554. Os EUA, líderes nesa categoria, pediram a remoção de 6.192 itens.
O Google nota que os altos índices brasileiros se devem à popularidade do Orkut.
Quando divulgou o relatório, a empresa afirmou em nota que havia registrado uma incidência "alarmante" de pedidos de censura à internet dentro do período analisado.
Eram requisições, por exemplo, para a remoção de vídeos do You Tube ou resultados no sistema de buscas.
Das 467 ordens via tribunal, o Google consentiu em 68% dos casos. Houve também 561pedidos informais, 46% dos quais foram atendidos pela empresa.
O Brasil teve 69% das ordens judiciais cumpridas pelo Google, e 26% dos pedidos informais foram atendidos."

O Estado de São Paulo, Quinta-Feira 21 de Junho de 2.012

avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 31
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2893
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por Fenmarel em Seg Jun 25, 2012 1:28 am

Não adianta discutir sobre a pirataria em um país como o Brasil, onde o capital intelectual é pouco (ou nada) valorizado, onde as pessoas compreendem apenas o físico e não o virtual, onde as leis não alcançam o que não é tangível.

Devemos, no entanto, observar que o Brasil é um único país do tamanho de uma dezena de países (senão mais). Temos um governo único enquanto outros países dividem com dezenas de pessoas a responsabilidade de governar seus minúsculos países (muitas vezes menores que nossos estados). Falamos em falhas de um país que viveu na escuridão por tempo demais e que teve seu direito de expressão silenciado por décadas, mas quando pediu de volta sua voz fez-se ouvir através do mundo inteiro.

Falamos de um país cujas leis são torpes e falhas, pois ficaram congeladas sob anos de um frio governo militar, uma ditadura. Leis que ainda não foram modificadas por que apenas 28 anos se passaram desde que conquistamos o direito de eleger nossos governantes.

Não queiramos comparar nossos avanços aos de outros países cuja história difere imensamente da nossa. Países colonizados com objetivos diferentes, por povos de culturas diferentes.

Por que a pirataria é um roubo?
Porque ela não paga ABSOLUTAMENTE NADA a ninguém.

Existem canais que disponibilizam acesso ilimitado a seu acervo mediante um pagamento de mediocres R$ 14,90 mensais. Alguém já ouviu falar do NETFLIX? Música também tem essa forma de acesso. Então por que piratear? Sempre vai existir alguém que espera se dar bem às custas dos outros e não pagar nada por aquilo que adquire. Isso é crime e deve ser punido.

No entanto...

Se eu adquiro um livro através da internet, leio-o do início ao fim, e então o deleto em um prazo de 48 horas, isso não é considerado pirataria no Brasil (e nem na maior parte do mundo). Esse é o prazo máximo (corrijam-me se eu estiver errado) para manter um arquivo em seu computador sem configurar crime.

Por favor, me digam: Quem aí não sabe baixar de novo o mesmo arquivo depois desse período para continuar a leitura?

Não adianta discutir esse ponto em especial por que o Brasil não vai mudar agora. Sabe quando nossa lei irá mudar? Daqui a mais uns 40 anos, quando o Brasil se transformar em uma verdadeira potência; Quando os administradores se tornarem mais numerosos do que os Advogados e os Médicos; Quando a consciência de mais de 60% de toda a nação brasileira for capaz de compreender o que deve ser feito e como as medidas para isso devem ser tomadas.

Apenas assim isso será resolvido.
avatar
Fenmarel
Vice Rei

Vice Rei

Masculino
Número de Mensagens : 1205
Idade : 37
Localização : Viamão
Humor : Apaixonado!
Desde quando você joga RPG? : 1995
Reputação : 4
Pontos : 4337
Data de inscrição : 04/05/2010

http://dominiodocaos.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma palavra de músico

Mensagem por Convidad em Qui Jun 28, 2012 2:55 pm

Só gostaria de fazer um pequeno adendo quanto ao fato dos músicos não ganharem nada com direitos de venda.

Isso é uma realidade faz tempo, muito antes da internet existir.

Os artistas ganham com apresentações, concertos e shows e não com venda de cd's...

Eu falo isso com propriedade por fazer parte deste círculo: sou pianista e flautista, músico de orquestra, e concertista.

Todos sabemos que o nível de interesse do nosso país em investir na cultura é pífio.


De modo algum sou a favor da ilegalidade, mas vejo que em virtude da carga tributária deste país, e a distribuição inequânime de capital (assuntos que nem cabe discutir aqui) restrigirem o acesso de grande parte da população a direitos constitucionais básicos: saúde, segurança, entre outros, inclusive o lazer, a aquisição gratuita de conteúdos educacionais e culturais na rede são uma forma de protesto.

Na realidade quem perde com a pirataria musical na internet, não são os músicos e sim as grandes gravadoras, cujos métodos antiquados de comercialização não acompanharam a realidade do seu bem mais precioso, os próprios artistas.


Como integrante direto do meio, por muitas vezes realizei o meu 'trabalho', de forma gratuita, com concertos e apresentações a fim de divulgar a arte.

Sim, possuo um outro emprego, mas com um sistema engessado como o nosso, de que outra forma um músico pode sobreviver? Dando aulas no ensino público? A R$20/ hora aula?

Então, cabe salientar que não são os músicos que protestam por ver seu próprio trabalho ser divulgado e distribuído na rede.
Tal reclamação parte das empresas que lucram absurdos em cima da arte, algo livre e irrestrito, que deveria ser realmente disponível a todos.

Sem mencionar outros mercados, como a saúde e segurança que são ainda mais lucrativos.

Concordo com nosso amigo Fenmarel, quando diz que nosso país vive num atraso tremendo frente a alguns países Europeus.

E como sempre digo, aqui vivemos uma releitura da Idade Média, onde a política e a religião andam de mãos dadas a serviço do capital. Espero que algum dia cheguemos, ao menos, à Renascença tardia.


Meus caros, este é um assunto deveras complexo e extenso e que infelizmente não pode ser resumido nas linhas acima. Mas é interessante o debate.
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por MilkShakespare em Sex Jun 29, 2012 7:31 pm

Antonioeduardofernandes, este comentário me lembra uma canção da banda Bad Religion : New Dark Ages.

E por você ser músico flautista me lembra Ian Anderson, da banda Jethro Tull. Ele era autodidata, não era ?

Debatíamos até agora sobre eu não mais sei o quê. Paulo Coelho causa discórdia, só faz confusão.

Quanto a investir na cultura, eu também bem sei como são as malacutaias articuladas por quem tem o dever de mudar este lastimoso panorama.

Quanto a você ser músico credenciado, sua opinião pesa, mede e estipula o valor do artista hodierno tal qual se apresenta a mim em seu texto.

A seu ver, em quanto está avaliado o talento de todas as artes em geral, com o advento da internet?
Pode-se comparar em cultura este país com os europeus, de forte tradição clássica ?
Equiparar-nos com os cavalheiros europeus seria leviano, ou poder-se-á julgar o brasileiro como sonhador prematuramente, tendo em vista a escassez dos recursos e a precariedade da infraestrutura e dos subsídios para a promoção da cultura neste país ?
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 31
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2893
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por Convidad em Seg Jul 02, 2012 12:01 pm

Realmente é impossível comparar a base cultural dos países europeus com a nossa. Vivemos sob uma dita 'diversidade cultural' que não é de forma alguma fomentada. Há muita crítica com relação ao interesse do brasileiro em sua própria cultura, quando:

Primeiro, não há cultura exclusivamente brasileira. Sim, nossa cultura é variada, mas pouca coisa é efetivamente nossa.

Cito como exemplo o carnaval, que na verdade é uma forma musical italiana denominada 'canti carnaschialeschi', uma festa de máscaras e dança pelas praças. (aqui deturpada e rebaixada a esta torpe festa que ainda têm a coragem de chamar de 'cultura nacional')

Segundo, o povo brasileiro é o índio, este sim, de fato nascido aqui.
O resto é mistura...
Cabe ressaltar que o mesmo povo que bate no peito brigando por um 'pseudopatriotismo' é o mesmo que esquece do verdadeiro brasiliero exceto no dia nacional do índio, e em mais nada além disto.

Peço perdão se me desviei do assunto em pauta. Mas infelizmente é impossível num país que desconhece sua própria cultura, seu próprio povo e costumes, haver qualquer investimento condizente em cultura.

Num país em que a profissão de músico inexiste, como todos bem sabem, pois este é tido como 'vagabundo', não há como reconhecer qualquer forma de investimento.
Mesmo sendo a música uma das áreas de conhecimento mais árduas para sua conclusão acadêmica.

PS: Como bem lembrado pelo nosso amigo MilkShakespare:
Salve Ian Anderson e sua flauta atrevida e inebriante. Um dos meus grandes inspiradores seja no pensar, seja no tocar.
avatar
Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por MilkShakespare em Seg Jul 02, 2012 12:25 pm

Creio eu, antonio..., ser este o grande empecilho à promoção cultural brasileira.

Tudo o que temos vem de fora, pra fora vai. Ainda se ve o fantasma do colonialismo assombrando o nosso futuro como nação, ou menos mesmo como povo. porque nação não somos por não haver unidade etnica comum.

meus parabéns pela sua iniciativa de contribuir conosco. agradeço o esclarecimento dado.

Acho antonio..., que o problema reside em impulsionar a cultura no país como um todo. Se cada município cuidar adequadamente desta parte, haverá sim uma revolução em nosso meio de pensar e exprimir o mundo e nosso país aos nossos semelhantes também.
avatar
MilkShakespare
Soldado

Soldado

Masculino
Número de Mensagens : 336
Idade : 31
Localização : Aqui mesmo.
Humor : Líquido
Desde quando você joga RPG? : Desde o primeiro dia.
Reputação : 9
Pontos : 2893
Data de inscrição : 01/12/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Paulo Coelho defende a Pirataria - você concorda?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum